Metades

Por Mayara Floss

Inspirado no poema “Metades” de Oswaldo Montenegro

Que a força de tudo que eu acredito

Não me tape os ouvidos e a boca

Porque metade de mim é médica de família e comunidade, mas a outra metade é pessoa

Que o meu toque seja tenro,

Que quem que eu cuido seja visto como um todo,

Porque metade de mim é o que falo, mas a outra metade é silêncio

Que o dia seja respiração,

E que quando não conseguir uma inspiração, eu ainda consiga encontrar paz

Porque metade de mim é cansaço,

a outra metade é alegria

Que as pressões das gerências sejam suportáveis,

Que eu consiga equilibrar conhecimento e humanidade

Porque metade de mim é fortaleza,

a outra metade é líquida

Que as palavras que falo não sejam ouvidas como prece, nem prescritas com fervor

Apenas escutadas com cuidado

Como deve ser quando consigo ver uma pessoa por inteiro.

Porque metade de mim é integralidade, a outra metade é acesso

Que eu possa ter ciência e humanidade, evidência e sabedoria

Mesmo que as pressões externas não queiram saúde para todos,

Porque metade de mim é o que ouço,

a outra metade é o que calo

E que essa vontade de ir embora, se transforme na calma e na paz que eu mereço,

E que essa tensão que me corrói por dentro, seja um dia recompensada

Porque metade de mim é o que penso,

a outra metade é um vulcão.

Que o medo de não conseguir ser o suficiente,

Ensine-me as minhas limitações e me permita cuidar em rede

Porque metade é a equipe de saúde da família,

a outra metade é o sistema

Que todos os dias, todas as pessoas do mundo tenham acesso à saúde,

Porque metade de mim é individuo

a outra metade é mundo

Que o sorriso no meu rosto

Reflita um doce sorriso que eu lembro ter dado na faculdade

Porque metade de mim é a lembrança do que fui,

a outra metade é construção

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria,

para me aquietar o espírito

E que o teu silêncio

me fale cada vez mais

Porque metade de mim é evidência,

a outra metade é humana

Que a arte nos aponte uma resposta,

mesmo que ela não saiba

E que ninguém a tente explicar

Porque é preciso simplicidade

Para fazê-la acontecer

Porque metade de mim é o que escrevo,

a outra metade é cuidado

E que a minha loucura seja perdoada

Porque metade de mim é amor

E a outra metade,

também.

Parabéns a todos os MFCs nesse dia especial!

Um comentário sobre “Metades

  1. Lindo demais. Ouso dividir-me em muitas outras partes: um quarto de mim, tem fé, um terço alegria, metade tem coragem e o todo de mim vai acreditar no ser humano sempre…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s