Xingamento reverso

unnamed

Por André Luiz Silva

Seu Otávio, 82 anos, bancário aposentado, com “saúde de ferro”, veio somente mostrar exames laboratoriais. Tudo ótimo e normal. Uma consulta de retorno aparentemente sem muitas surpresas em um dia de agenda cheia e nariz congestionado de gripe.
Começamos a conversar sobre política e, ao comentar sobre um político gay recém-eleito, e os problemas com preconceito que esse pode sofrer, ele diz:
  • Pois é, ele pode ser competente como for, mas o infelizmente a nossa cultura é muito atrasada e machista – não disfarcei a surpresa em ver aquele esbelto senhor branco, de grandes olhos azuis, mostrar-se tão antenado nos problemas sociais atuais. Eu não queria dizer que é anacrônico, mas…
  • Sabe como eu faço para induzir culpa diante de uma grosseria machista?
  • Não, seu Otávio, fiquei curioso.
  • Pois bem, ontem mesmo, ao dobrar uma esquina, um carro me deu uma fechada. O cara parou e já veio com aquele xingamento clássico: “p€rra, seu filho da £#*€£¥”
  • E aí?
  • Daí eu abri a janela e falei bem tranquilo: “Cidadão, o senhor me desculpe, mas acabei de sair da missa de sétimo dia da minha mãe, a $&@€ que o senhor acabou de chamar…”. “Me perdoe, senhor, me perdoe”, e ele foi embora bem culpado.
  • Ah, mas que espertinho o senhor!
  • Acho que criei a técnica do xingamento reverso, doutor!! Já posso virar coach, né?
Rimos muito. Fim de consulta sem mais surpresas, depois do “xingamento reverso”. Orientações e a receita do remédio para sua diabetes bem controlada. Uma consulta bem estável eu diria. E assim eu descobri mais uma maneira inusitada de sobreviver em um mundo cada vez mais instável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s