Comunidades

qwe

Por Walter Costa

 

Na realidade

urbano-rural

de encontros

e desencontros

os desapegos

centrados

nas pessoas

(de eus e tus…)

contigenciam

fatos e relatos

em sutis narrativas

de ciclos de vida.

Em milhões de vozes

vorazes,

de sentir

e saber,

a escuta

espontânea

ou não

de uma obnubilada

resiliência

sobrepujam

medos

e anseios,

na acessibilidade

inata

de familiares

rodas de conversas.

Em multicoloridas

portas

de entradas

e saídas,

fácies

empáticas

de plurimultidões

projetam

integrais expectativas,

longitudinalmente

nas matrizes

ímpares

dos cuidados

compartilhados.

Na escuta qualificada

de singulares

olhares,

mapas,

de ruas

e artérias,

delineiam

as necessidades

solitárias

e

coletivas

de sonhos

e perspectivas

no dinamismo

migratório

de indivíduos

e comunidades.

Duca Costa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s