A pessoalidade do olhar

por Carolina Reigada

Resultado de imagem para pessoalidade do olhar

Tem um questionamento que frequentemente vem à minha cabeça: como será ver o mundo como outra pessoa vê? Afinal, mesmo as pessoas que consideramos muito – mas muito – próximas, entendem o mundo diferente! Às vezes, bate essa curiosidade.

Quando estou atendendo no consultório, então…várias vezes ao longo do dia eu me surpreendo com os pacientes! Vou contar um exemplo.

Um senhor que acompanho precisava de cirurgia de catarata. Mas, como não é feito no município, e sim em um distrito vizinho, às vezes essas coisas demoram mais do que gostaríamos. Foram cerca de 6 meses entre consultas, pedidos de exames, pré-operatório..tudo deu um trabalhão, mas a cirurgia finalmente saiu.

Nesse período em que se travava a luta para marcar a cirurgia, aconteceu que um dia, o óculos escuros dele quebrou. Caiu no chão e quebrou a haste. Era perto do horário do almoço e, como ele mora perto da unidade de saúde, foi lá falar com a gente. Ele não conseguia sair sem aquele óculos, o sol dóia muito a vista. Eu tinha acabado de almoçar e estava na recepção, passando o tempo até o primeiro paciente chegar.

“Dra, olha, meu óculos quebrou! Como eu faço pra ir até o centro sem óculos? Só conserta no centro!”

“Ah, foi só a haste, peraí que vou pegar um esparadrapo.”

Peguei um pedaço de esparadrapo e fiz um curativo no óculos. Serviu, ele foi até o centro e achou a ótica.

Mas, como eu disse, passaram uns meses e ele conseguiu fazer a cirurgia. Eis que, na semana seguinte à cirurgia, ele aparece lá na clínica, muito animado.

“Dra, vim te veeeeer! Vim só pra te ver! Deixa eu ver! Olha, camisa verde, pingente vermelho, eu vejo tudo!”

“Mas que coisa boa, né? Aquele trabalho todo valeu a pena!” (afinal, realmente deu trabalho, ele deve estar agradecido!)

“É, a cirurgia foi legal, mas eu precisava te ver, não era por isso, não. Foi porque você consertou meu óculos naquele dia. Eu estava perdido naquele dia, não sabia mais o que fazer! Muito obrigada! E agora eu vejo, ó! Eu vejo!”.

E me deixou ali pensando. É essa coisa de cada ter um ponto de vista, eu acho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s