Um alento

por Rodrigo Lima

– Boa tarde!

– Boa tarde, doutor.

– Tudo bem?

(Eu sempre me sinto meio idiota perguntando isso, mas é a convenção social)

– Tudo mais ou menos.

(Silêncio)

(Por isso que eu me sinto meio idiota)

– Ok, você tem 37 anos, certo? E veio para começar o pré-natal?

(Era tudo o que havia de informação no prontuário)

– Isso, 37. Descobri há alguns dias que estou grávida.

(Eu fiz cara de feliz, acho. Ela não me deixou prosseguir)

– O problema é que eu tenho câncer de mama. Descobri há pouco.

(Agora o silêncio é meu. Pensa rápido!)

– Poxa. Me conta essa história melhor.

– Eu descobri um caroço no seio há 3 meses. Procurei uma médica, ela pediu exames, fiz mamografia, depois ultrassom, depois biópsia e descobri o câncer. Só que minha menstruação estava atrasada e antes de começar o tratamento a médica achou melhor pedir o teste de gravidez. E aí…positivo.

– Ok…imagino quanta coisa passa na tua cabeça agora…você estava esperando essa gravidez?

– Não. Eu tenho um namorado, a gente se cuidava…mas sabe como é, de vez em quando bobeava…

– E como vocês estão? Digo, entre vocês?

– Ah, tá tudo bem. Foi bom por um lado, né? Uma coisa boa no meio disso tudo. Um alento.

– Vocês vivem juntos?

– Não, mas estamos pensando em resolver isso ai…(risos)

– E o tratamento? Qual a programação?

– Estou aguardando o agendamento da cirurgia. Vão tirar essa mama inteira (aponta para o lado esquerdo do peito). E no finalzinho da gravidez vou começar a fazer quimio, que a médica falou que nesse período já é seguro pro bebê.

– Certo. E a gravidez, como você está? Sente algo que te incomoda, algo em que eu possa te ajudar?

– Não, tá tudo bem. Assim, tudo confuso, estou tentando colocar os pés no chão ainda. Mas me sinto bem. Na verdade, pra algumas mulheres a gravidez é um transtorno, né? Pra mim é um alento. Eu tenho algo em que me agarrar.

– Ok. Olha só, normalmente a gente acompanha com mais cuidado mulheres que engravidam após os 35 anos, e a tua doença acaba reforçando essa necessidade. Vou pedir alguns exames, você vai retornar após alguns dias pra gente ver os resultados, e vou precisar receber o máximo de informações sobre o teu acompanhamento na oncologia. E queria que você olhasse pra esse consultório não apenas como um consultório médico, mas também como um lugar onde você pode vir conversar. Sobre qualquer coisa. Mesmo que pareça não ter muito a ver com a tua saúde. Pode ser?

– (Sorriso largo) Pode. Obrigado, viu? Gostei da consulta. Achei melhor vir logo aqui porque estava com dificuldade pra marcar a consulta pelo plano. Mas vou ficar por aqui mesmo, eu acho. Tem problema?

– (Agora quem sorri sou eu). Não, claro que não. Será sempre bem-vinda…

4 comentários sobre “Um alento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s